E datação por carbono

Desconstrução do que está por cima de nós

2018.09.06 20:33 1984stardusta Desconstrução do que está por cima de nós

Quem vê as marcas no chão até acredita que veio um meteoro por cima da construção e destruiu três andares, milhões de itens e dezenaz de milhares de anos de história, porque foi só o que sobrou, uma pedra no meio do caminho olhando atarantada para o fogo que lambia de preto tintas, espécimes, papéis, fósseis, fazendo sol pela madrugada adentro, parece que as chamas queriam zerar a datação de carbono para tudo que tinha algum significado, qualquer intervenção da mão humana foi substituída por cinza, enfim uma sociedade igualitária de nenhum valor, a mais cara e a mais barata das peças não tem valor algum depois de carbonizada.
Desconstrução.
Quando o dia raiou e a pedra esfriou bem que pode ter pensado que só poderiam culpa-lá pelo rastro de destruição ao seu redor.
No entanto é necessário dizer que o museu morreu de desconstrução.
Durante 200 anos sobreviveu às velas, lampiões, ao fogo muito mal domesticado.
Desconstrução é gastar em blog de poesia, baile funk, stand up, tese de mestrado sobre sexo anal, porque tinha que investir em desconstruir uma cultura tão combalida, fraca que mal se aguentava nas próprias pernas. Para que tinha que desconstruir algo que nunca finalizamos direito?
O dinheiro financiou ações eleitorais, showmicios, celebrações da cultura, gabinetes lindos e deixou a própria morrendo de falta de cuidado
submitted by 1984stardusta to brasilivre [link] [comments]